segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Músicos, Fogueiras e Vaidades

Sábado fui ver o Amazon Beats no Afrikan Bar. Parece que o evento teve alguns problemas na sua fase de produção e de divulgação. Algumas bandas não teriam confirmado presença e mesmo assim foram divulgadas como atração. Não sei mais detalhes sobre isso. Mas valem dois registros. O primero deles é que a ideia do evento era muito boa, ter tres espaços com música reggae e hip hop, rock e música eletrônica, mostrando parte da boa produção autoral paraense. Ouvi de um rapper na festa: "Você tem que falar sobre isso. Eu estou aqui, não ia me meter em algo que fosse uma furada. No entanto, as bandas de rock vão tocar de graça no Se Rasgum e não vêm aqui dar uma força. Você tem que escrever isso porque você tem peso e as pessoas te ouvem", disse o MC. Recado dado. Só posso dizer que entre um espaço e outro eu me diverti muito, e teria sido bem melhor se as bandas anunciadas tivessem participado do evento. Belém tem grande capacidade nisso, na diversidade e ela deve ser estimulada. Não em uma mas em todas as ações possíveis. Também ouvi pela primeira vez uma banda da qual nunca vou esquecer o nome nem a pouca performance que vi: Superself.

3 comentários:

Didie Fadul disse...

Acho que posso falar pelas bandas Aeroplano, Turbo, Sincera e Johny Rockstar quando escrevo que houve uma tremenda confusão em relação ao Amazon Beat e à escalação das referidas bandas.

Não vou nem entrar em detalhes, vou resumir: nenhuma das bandas confirmou presença. Aliás, sequer havia tido contato com as bandas quando saiu nossos nomes mal grafados no flyer. O que é uma pena, porque a divulgação foi grande e o flyer estava bem legal, apesar de cheio erros de português. Muita gente veio falar conosco sobre o tal evento, dizendo que iam e a gente, terrivelmente teve que dizer que não íamos tocar.

Não dá pra tocar com convites de 1 semana de antecedência, principalmente se quem te convida te deixa cheio de dúvidas. Poxa, se o cara não tem o trabalho de escrever o nome da banda direito, imagina de arranjar um equipamento de palco decente pra gente tocar?

Eu nem ia falar mais sobre esse assunto, mas achei melhor esclarecer. Aproveitando o ensejo, até digo que seria incrível e regozijante se conseguíssimos unir as várias facetas da cena independente, como o HipHop, o Regue e o Rock. Seria muito bom mesmo, porque, no fim das contas, estamos todos no mesmo barco, mesmo que com abordagens diferentes sobre o mesmo tema.

Qualquer um pode ter a mais plena certeza de que as bandas de Rock se interessam e muito em trabalhar juntamente com eventos que queiram alavancar a produção cultural feita no Pará. O que não dá é a gente se submeter à incertezas, porque, pra essas bandas que eu citei no começo do texto, o tempo de brincadeira e aventura já passou. Investimos muito do nosso pouco dinheiro e do nosso tempo pra brincar de se aventurar. Não dá mais. Mas se for pra fazer algo legal, programado com 1 mês de antecedência, bem pensado, às claras, é só ligar pra gente que estamos dentro.
Espero ter sido elucidativo.
Grande abraço.

Diego Atie Fadul

Nicolau Amador disse...

Foste bem claro, Diego. Apesar da iniciativa ter sido meritória, como pude comprovar, é preciso respeitar os artistas. E vale deixar claro que essa é uma prerrogativa que muitas vezes é faltosa mesmo com quem já tem "nome". Vide o recado do MC que conversou comigo na festa. Acredito que é preciso as bandas se envolverem mais para que essas coisas aconteçam melhor. Vamos em frente. Aceitamos sugestões.

DELINQUENTES disse...

Nicolau, pelo que imagino quem seja o rapper (amigo nosso, por sinal) ele é parceiro musical de quem fez o evento. Não é bem assim como ele falou.

O evento em si seria ótimo para participar. Eu mesmo dei aos organizadores os contatos de várias bandas, mas parece-me que não foram contactadas a tempo (e mesmo assim foram incluidas nos flyers). E o pior de tudo é como a coisa é feita, tipo o organizador prometer que TODAS as outras bandas estavam confirmadas, quando não estavam. O proprio Diego (que escreveu acima) comentou comigo que esperava que os organizadores não pensassem que era algo contra os estilos.

O show em si lá tava muito bom e seria super interessante se houvessem mais bandas de rock no evento. O problema foi como a coisa aconteceu nas preliminares. Esperemos que nos próximos a coisa ande melhor e todos estejam lá, participando ativamente.