quarta-feira, 24 de março de 2010

Temos que admitir


Falar é fácil. Fazer e demonstrar é que é difícil. Admitir pode ser ainda mais doloroso. Mas o Sincera conseguiu demonstrar seu som, suas texturas e nuances com a ajuda do diretor/editor do seu novo clipe, que se chama justamente "Admitir". Com simplicidade e sofisticação Robson Foncesa fez um raio-x da proposta sonora e afetiva, vamos dizer assim, do Sincera. As imagens em superclose de uma palheta junto às cordas, os barulhinhos modulados no giro de um knob. Definiu esteticamente bem a proposta sofisticada do Sincera, que, por ser ainda tão bruto o rock and roll (pro bem e pro mal), muitas vezes fica ofuscada pelo preconceito e pela falta de oportunidade de promover essa demonstração. Fazer a demonstração de um artista é, hoje, muito mais complicado que antigamente. É a consequencia da facilidade de acesso aos meios, ao novo grande meio que é a rede. Mas acredito no que Robson Fonseca diz que esse acesso vai nos colocar em pé de igualdade muito em breve com artistas tão bons quantos qualquer outro em qualquer canto do país ou do mundo. Parabéns à banda e ao diretor. Trabalho sensacional.

2 comentários:

Eric disse...

É sem dúvida um dos melhores clipes já feitos nessa cidade.

Parabéns ao Robson, equipe e a banda.

disse...

concordo, belo trabalho